Após ser criticado no Twitter, Bell Marques processa Nizan Guanaes

Depois de ser chamado de “crooner careca”, o cantor Bell Marques, líder da banda Chiclete com Banana, ingressou na Justiça da Bahia com duas ações judiciais contra o publicitário Nizan Guanaes. De acordo com o Tribunal de Justiça da Bahia, o publicitário vai responder pelos crimes de calúnia, injúria e difamação, além de danos morais.

No dia 11 de janeiro, Nizan Guanaes usou sua página no Twitter para criticar a infraestrutura turística de Salvador e o abandono da orla na capital baiana – há mais de três anos, uma ação impede a prefeitura de remover as barracas localizadas na areia. “Esta indústria do axé, personificada em Bell do Chiclete, só destrói a Bahia. Ele não é um artista. É um crooner careca. Tudo nele é mentira”.

Depois, acrescentou: “Bell é o não artista. Você já reparou que a mídia não cobre ele? Quando ele lança um CD não tem nem crítica.” Em outra mensagem, o publicitário afirmou que “Salvador está como Bell do Chiclete. Careca e fingindo que tem trança”.

Ao perceber a grande repercussão de suas declarações, Nizan Guanaes recuou e pediu desculpas ao vocalista. “Errei em falar sobre o Bell. Ele é um cara batalhador e vencedor. Não está correto colocar nele o ‘bode’ que eu tenho da indústria do axé. E é bom deixar claro que eu adoro axé. O que me irrita é o monopólio do axé. Mas Bell não é culpado por isso. E eu fui desrespeitoso com ele”.

Procurado para falar sobre o processo, Bell Marques, que está nos Estados Unidos, informou por sua assessoria de imprensa que não tem nenhum comentário a fazer. O advogado Manfredo Lessa, responsável pela ação cível, disse que não definiu o valor da indenização por danos morais na ação. “Pedimos para a Justiça arbitrar, com base nos danos gerados à imagem de Bell Marques. Em minha opinião, não há a necessidade de provas testemunhais, basta a comprovação das ofensas”, afirmou. A assessoria de Nizan Guanaes informou também que o publicitário não vai fazer nenhum comentário sobre os processos.

Desde que Nizan Guanaes postou suas críticas no Twitter, Bell Marques optou pelo silêncio. A única exceção foi no domingo de Carnaval, quando recebeu muitas manifestações de apoio. “A resposta foi dada, não tenho mais nada a dizer”, afirmou. Irmão de Bell, o tecladista Wadinho Marques usou o Twitter para defender o líder da banda Chiclete com Banana, mas não citou Nizan Guanaes. “Os cães ladram e a caravana passa.”

Colaboração para o UOL, em Salvador

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: