Reconhecendo a música erudita, Recife recebe 1º Virtuosi do ano

A capital do frevo, maracatu, caboclinho e de tantos outros ritmos regionais está se rendendo, de vez, à música erudita. Já fazendo parte do calendário de eventos musicais do Recife, nesta quinta-feira (17) se iniciou o primeiro evento do ano com o selo “Virtuosi”, no Centro Cultural Correios, localizado no bairro que carrega o nome da cidade. A 8° edição do Virtuosi Brasil se estende até o domingo (20), homenageando o maestro e compositor pernambucano Clóvis Pereira, que, este ano, celebra o 80º aniversário, e traz artistas consagrados no cenário musical brasileiro.

A última edição do Virtuosi aconteceu em dezembro de 2011, quando encheu de música clássica as igrejas históricas de Olinda, o Teatro de Santa Isabel, no Recife, e até a capital paraibana, João Pessoa. Menos de cinco meses depois, os recifenses têm mais uma oportunidade de conhecer e admirar os concertos de músicos consagrados. Está certo que a frequência de eventos dedicados à música clássica na cidade não é a mesma do que a de outros ritmos, mas eles vêm ganhando o seu espaço. Em Pernambuco, o Virtuosi quer fazer até mais seis eventos durante todo o ano.

“O Virtuosi que aconteceu em dezembro já acontece há quinze anos. Ele foi se desdobrando e vimos que a gente podia ter mais programação, durante todo o ano. Sempre houve público no Recife; a dificuldade era conseguir organizar. Mas, se consigo fazer cinco, seis eventos durante o ano, quer dizer que você está tendo apoio, público, mídia. Significa que existe uma sensibilidade para essa música no Recife”, contou Ana Lúcia Altino, pianista e idealizadora do Virtuosi. Os outros eventos com o selo que devem acontecer durante este ano são: um em Gravatá; outro dentro da programação do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG); o Virtuosi Internacional, no Recife e em Olinda, e o Virtuosi do Século 21, que deve trazer produções mais contemporâneas ao público pernambucano. Um sexto projeto ainda estaria aguardando resposta de editais.

No Virtuosi que se inicia nesta quarta, a intenção é trazer concertos de artistas brasileiros que já tenham um nome forte no cenário da música erudita nacional. A abertura do festival fica sob responsabilidade da cravista Rosana Lanzelotte, que apresenta o programa “O Cravo Brasileiro e suas raízes portuguesas”, mostrando a influência da arte europeia na história da música produzida no Brasil. De acordo com Altino, Lanzelotte pode ser considerada a maior especialista em cravo no país. “Ela tem uma programação corajosa, com obras antigas e suas influências contemporâneas”, disse.

Na programação do festival, haverá ainda a apresentação do grupo Solistas da Camerata Aberta, da Escola de Música do Estado de São Paulo, que se dedica ao repertório musical dos séculos XX e XXI. “A nossa programação não tem um foco, se é contemporâneo ou antigo, fazemos de tudo. O cravo vai trazer músicas mais antigas, já a Camerata é dedicada a uma música contemporânea”, exlpicou Altino. O grupo tem entre seus integrantes alguns dos músicos considerados mais atuantes na cena erudita nacional.

O violão e o violino também irão se encontrar no Virtuosi Brasil. O dueto entre o violinista Daniel Guedes e o violonista Mário Ulloa, amigos de longa data, já resultou na gravação de um CD com um repertório genuinamente brasileiro. O álbum junta obras de compositores como Chico Buarque, Edu Lobo, João Bosco, Dorival Caymmi, Cartola, Ary Barroso, Tom Jobim e Vinícius de Moraes. A apresentação vai poder ser conferida no domingo (20).

A grande homenagem a Clóvis Pereira acontece na sexta-feira (18). A Orquestra Jovem de Pernambuco, sob regência do maestro Rafael Garcia e com a presença de Daniel Guedes, é quem presta a reverência. Além da obra do caruaruense radicado no Recife, haverá, no repertório, composições de Radamés Gnatalli e Tchaikowsky. “Alem de ser amigo de muitos e muitos anos, ele [Pereira] é grande nome da composição e merece homenagens. A decisão foi bem fácil”, contou Ana Lúcia Altino. Toda a programação é gratuita, começando sempre às 19h, com exceção do domingo, quando a apresentação começa às 17h. A quantidade de lugares na sala do Centro Cultural Correios é limitada.

Confira, abaixo, a programação:

Quinta-feira (17)
19h – “Cravo brasileiro e suas raízes portuguesas”, com Rosana Lanzelotte – cravoJoão de
presente a síncope característica, marca registrada da música genuinamente brasileira.

Sexta-feira (18)
19h – Solistas da Camerata Aberta

Sábado (19)
19h – Orquestra Jovem de Pernambuco, Daniel Guedes e Rafael Garcia homenageiam o maestro Clóvis Pereira

Domingo (20)
17h – Mario Ulloa e Daniel Guedes – Violão e violino na música popular brasileira

Serviço
8° Virtuosi Brasil

Centro Cultural Correios, Avenida Marquês de Olinda, Bairro do Recife
De 17 a 21 de maio

Entrada gratuita

Por G1 PE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: